O que você precisa saber sobre o conceito Gestão de Saúde Baseada em Valor

No setor de saúde, o modelo de remuneração que preza por negociações baseadas em volume de atendimento ainda é bastante representativo nos dias de hoje. Mas será que a quantidade de consultas ou procedimentos realizados é o indicador ideal para se medir a qualidade dos serviços prestados? É necessário redesenhar o modelo de atendimento e remuneração em saúde não só para trazer sustentabilidade para o sistema, mas também trazer o paciente para o centro da prestação do serviço. Por isso, você precisa entender mais sobre o conceito de Gestão de Saúde Baseada em Valor.

O modelo tradicional de gestão de saúde

O Fee for Service, ou pagamento por volume, ainda é o modelo de remuneração predominante no cenário da saúde suplementar brasileira. Ele é baseado no total de atendimentos e serviços solicitados e não na performance de cada atendimento por si. Assim, impossibilitando identificar e oferecer incentivos aos bons profissionais por meio de seus resultados obtidos. Ou seja, a qualidade para este modelo é medida pela quantidade de serviços prestados e não pela forma como a assistência ao paciente é prestada.

A fim de suprir estes gargalos, apresentaremos um outro modelo, que é a gestão de saúde baseada em valor. Leia mais para entender o que significa conseguir gerar valor em saúde e quais os benefícios dos novos modelos de remuneração. Tanto para prestadores de serviço em saúde (clínicas e/ou hospitais) quanto para as operadoras de saúde.

O que é o conceito de valor em saúde?

O valor é visto como a garantia do desfecho clínico em razão dos serviços prestados. Isto é, o valor em saúde está na relação entre o que de fato importa para o paciente e o custo para atingir esses resultados. Aqui, não mensuramos a quantidade de atendimentos, nem mesmo a quantidade de procedimentos realizados. Mas sim se a soma dessas intervenções foram suficientes para garantir a qualidade que chega até o usuário por meio de protocolização e gestão do cuidado na saúde.

Como o conceito é aplicado na prática

Para que os resultados sejam satisfatórios e eficientes, toda a jornada assistencial do paciente dentro do serviço deve ser coesa. Isso significa que a consulta, o diagnóstico e o tratamento devem ser feitos pensando na saúde e nos cuidados centrados no paciente. Em outras palavras: o que se pretende é alcançar uma boa gestão de saúde, tendo em vista que somente o cuidado contínuo pode garantir uma melhor qualidade de vida ao paciente.

A ideia de se ter à mão um panorama completo sobre o usuário é um dos caminhos para que se determine o valor em saúde. Sempre tendo em vista a razão entre desfechos clínicos e custos em saúde. Dessa forma, o sistema de gestão de saúde caminhará continuamente para a sustentabilidade por meio de cuidados centrados no paciente, remunerando melhor os bons profissionais e aperfeiçoando a experiência no serviço como um todo.

O debate entre manter o sistema de fee for service ou implementar modelos como o de gestão de saúde baseada em valor é além de uma mudança econômica, uma mudança de paradigmas que envolvem educação e cultura organizacional. É compreender que o paciente sempre deveria estar no lugar de protagonista quando o assunto é prestação de serviços para a área da saúde.

Caso tenha interesse em conhecer nossos projetos para implementação de Gestão de Saúde Baseada em Valor, não deixe de entrar em contato conosco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CONTACT

HOW CAN WE HELP

Agile service is a trademark of MAPES.